InFolk/Neural Paradigm Diffusion Center Network

 

Perguntas Frequentes i18n

Atualmente, a divisão de internacionalização da InFolk Ventures é a única interface da InFolk que, através de seus parceiros white label, atendem o público externo – enquanto as demais divisões da InFolk Ventures (Marketing, Tecnologia e Crypto) atendem exclusivamente as startups do Grupo InFolk.  Nesse sentido, coletamos, junto às equipse consultivas de nossos parceiros, as 10 dúvidas mais frequentes do nosso público no Brasil e compilamos aqui suas respostas. Confira:

  1. O que é uma offshore?
  2. É ilegal ter uma offshore?
  3. Por que a InFolk recomenda abrir offshores nos EUA, Reino Unido, Belize e Bulgária e não em outras localidades?
  4. Em quanto tempo a empresa está pronta para ser utilizada?
  5. Como saber se vale a pena abrir uma empresa no exterior?
  6. Não falo inglês. Como faço para me comunicar com os contadores, banco e advogados?
  7. Quais os documentos que eu recebo assim que a abertura da empresa for concluída?
  8. Como é feito o pagamento?
  9. É necessário ir presencialmente à jurisdição?
  10. O que está incluído na manutenção mensal?

 

 

 

1. O que é uma offshore?

As offshores são, por definição,  empresas “além da costa”, ou seja, estabelecidas em um local diferente daquele onde seu fundador reside. Na prática são todas as empresas cujo domicílio fiscal esteja fora do país de residência dos sócios e/ou acionistas. Por exemplo, para norte-americanos, suas empresas nas Ilhas Cayman ou Belize são offshores e, para brasileiros, suas empresas nos EUA, Europa, Caribe ou mesmo Uruguai, são, igualmente, offshores. 

VOLTAR

 

 

2. É ilegal ter uma offshore?

Ante as leis brasileiras, não há ilegalidade em manter uma empresa fora do país – tanto quanto não existem restrições (aos residentes fiscais do Brasil) em manterem qualquer bem (imóveis, veículos ou embarcações) ou direito (ações, títulos etc.) no exterior. No caso das offshores, seria como manter uma empresa no Brasil, com a diferença de contar com o sistema jurídico e financeiro do país onde a empresa está registrada. Pelas leis brasileiras, o proprietário de uma offshore, no entanto, deve por obrigação legal, declarar a existência de sua(s) offshore(s), suas contas e rendimentos (caso sua participação seja superior ao exigido pela PL 4.173/2023) e ainda preencher a declaração de Capital Brasileiro no Exterior (CBE) caso o patrimônio exceda US$ 1.000.000,00.

A InFolk pode recomendar contadores especialistas em situações como essa ou você pode conversar diretamente com o seu contador.

VOLTAR

 

 

3. Por que EUA, Reino Unido, Belize e Bulgária (e não outras localidades?)

Porque normalmente os EUA, o Reino Unido, Belize e Bulgária são jurisdições que apresentam legislação e sistemas tributários mais adequados à maioria das naturezas jurídicas dos nossos clientes.

Muitos dos estados americanos, Inglaterra e Belize não impõe tributos estaduais para aquelas empresas que recebem receitas de outras jurisdições. Ou seja, se você é brasileiro, seus clientes são brasileiros e suas receitas estão sendo contabilizadas em outros territórios, você não paga impostos estaduais nem lá e nem no Brasil.

Adicionalmente, os tribunais americanos e ingleses são muito mais amistosos aos empreendedores.

VOLTAR

 

 

4. Em quanto tempo a empresa está pronta para ser utilizada?

Assim que o pagamento for efetuado, entramos com a documentação (que solicitamos na primeira reunião) e em média 7 dias (até hoje não demorou mais que 15) você já terá acesso ao Employer Identification Number (EIN), correspondente ao CNPJ brasileiro.

A conta bancária leva em média 15 dias adicionais para ser aberta, portanto são até 15 dias para o EIN e 30 dias para a conta bancária.

VOLTAR

 

 

5. Como saber se vale a pena abrir uma conta nos EUA?

Não é uma pergunta simples, até por isso oferecemos 30 minutos de consultoria gratuita para aqueles que precisam avaliar a necessidade de abrir a sua offshore. Grosso modo, existem duas modalidades de empresas em Delaware: Offshores Patrimoniais (fundos familiares e holdings) e Offshores Comerciais (ou “empresas mercantis”, que negociam produtos ou serviços).

No primeiro caso, se você busca a desburocratização das atividades jurídico-financeiras e a manutenção de reservas em uma moeda forte, é provável que seja uma boa opção.

No segundo caso, se você negocia algum produto ou serviço digital e tem ambição de ser reconhecido internacionalmente, do ponto de vista mercadológico, manter uma offshore é a melhor opção para fazer negócios com o mundo, especialmente se for em dólar, euro ou libra – moedas mais fortes e utilizadas em outros mercados.

De todo modo, recomendamos que você veja os destaques em nosso instagram chamado i18n. Lá nós detalhamos alguns casos em que a empresa nacional é mais vantajosa.

VOLTAR

 

 

6. Não falo inglês. Como me comunico com bancos, advogados etc.?

Ao abrir sua empresa com a InFolk, você está aderindo ao pacote de serviços que incluem tradutores e inclusive assessoria contábil e jurídica para casos mais simples (que explicamos na consultoria gratuita de uma hora).

Nossa mensalidade é repassada para profissionais que atenderão suas ligações, receberão e inclusive redirecionarão as correspondências que chegarem em seus endereços fiscais.

Os tradutores são responsáveis por tomarem parte nas tratativas com a IRS (EUA), HMRC (Reino Unido) e NRA (EU/Bulgária). Você apenas participa se quiser.

VOLTAR

 

 

7. Quais documentos eu recebo assim que a empresa for aberta?

A maior parte dos documentos que são processados são recebidos digitalmente – EUA, Reino Unido e Europa contam com o “Princípio da Boa Fé” e o processo de Compliance é efetivado pela equipe da InFolk.

Você precisará ter em mãos apenas seu documento de identidade (o passaporte é obrigatório em alguns casos) e, eventualmente, deverá fazer um selfie com seu documento. Abaixo os dados que você terá acesso em no máximo 15 dias:

  • Certificado de Registro;
  • EIN – Employer Identification Number (EUA), UTR – Unique Taxpayer Reference (Reino Unido) ou VAT, dependendo da jurisdição;
  • Dados do endereço fiscal e/ou comercial
  • Operating Agreement

VOLTAR

 

 

8. Como é feito o pagamento?

Dentro dos nossos pacotes estão incluídas todas as despesas com a abertura da empresa.

A InFolk aceita pagamento através de:

  • ACH (EUA)
  • SEPA (UE)
  • Swift
  • Cryptomoedas (USDC, USDT, ETH, BNC)
  • PIX (via PagSmile), para pagamentos do Brasil (acima de 2000USD)

VOLTAR

 

 

9. É necessário ir presencialmente à jurisdição?

Não. A InFolk mantém parceiros no exterior para atender as atividades de rotina (majoritariamente dentro da mensalidade) ou demandas adicionais, caso você precise contratar.

Além disso, conforme respondemos na pergunta 7, nosso time de compliance fortificará a credibilidade da sua empresa perante os órgãos fiscalizadores americanos. Sua empresa será aberta de forma legal e não suscitará desconfiança que enseje a necessidade de uma visita presencial.

VOLTAR

 

 

10. O que está incluído na manutenção mensal?

De forma prática e sucinta:

  • Mensalidade do Endereço Fiscal
  • Registered Agent
  • Suporte Contábil
  • Suporte Jurídico
  • Consultoria da InFolk para sanar dúvidas a respeito do seu negócio.

VOLTAR

 

 

Equipe InFolk

Equipe InFolk

Os administradores Jack e Valeria Feliciano coordenam uma ampla equipe de colaboradores e parceiros a serviço da InFolk: analistas, economistas, bookkeepers e CPAs, programadores, redatores, gestores de mídias digitais, designers e advogados especialistas. Valeria Feliciano, gestora da InFolk Business e coordenadora geral da InFolk Marketing e I18n no Brasil, conta com mais de 10 anos dedicados ao comércio internacional, publicidade e marketing digital, sua área de especialidade. Com mais de 20 anos de carreira, Jack Feliciano é councilor da InFolk NPDC nos EUA e coordenador da InFolk Crypto e Tech no Brasil, consultor e analista de cenários sociais com formação complementar em Economia, Sistemas de Informação, Neuropsicologia e Filosofia além de larga experiência internacional como gestor e programador fullstack.

Comente e discuta!

 

2 Comentários

  1. Douglas Fernandes Leonel

    Olá. Tenho 55 anos, sou proprietário de uma empresa de Patentes e Royalties no Brasil. Através dela trabalho com desenvolvimento de projetos de máquinas e patentes, fornecendo consultoria e principalmente essas referidas tecnologias que são cobradas por meio de royalties.
    A configuração da minha empresa não exige espaço físico, possui somente um funcionário (home office), emite em média 50 a 70 mil reais de NF por mês (deste valor contabilizado, 85% é lucro), possui contratos de 10 anos de exclusividade com fortes clientes, por tanto uma empresa pequena mas sólida, entretanto extremamente insegura com as leis do País.
    Por estas razões, pensando principalmente em proteção patrimonial e segurança, surgiu-me a intenção em transforma-la numa empresa offshore porem não são poucas as dúvidas intrigantes, e duas delas são;
    – Para este tipo de empresa qual seria o País mais adequado ? – Qual seriam os custos (abertura e manutenção)?

    Responder
    • Equipe InFolk

      Olá, Douglas!

      Atualmente, mais de 80% das nossas clientes mantêm um perfil muito semelhante ao da sua empresa. A jurisdição ideal, ao nosso ver, seria os EUA: impostos territoriais (sua empresa recolhe majoritariamente apenas os tributos referentes às receitas auferidos dentro dos EUA), baixa exigência burocrática e excelente prestígio. Trabalhamos ainda com outras opções (como Reino Unido e Singapura) para casos semelhantes, mas, nos EUA, os custos de implantação e manutenção são significativamente mais baixos: US$1600 de instalação e ~US$170 a ~US$ 200 de manutenção com todas as taxas incluidas e gestão contábil com booking (dependendo do fluxo de invoices mensais).

      Nossa equipe está à disposição 24/7 através do WhatsApp (11) 2391 5456. Contate-nos! Será um prazer tê-lo como cliente!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

O que é Pirâmide?

O que é Pirâmide?

Pirâmides Financeiras, Esquemas Ponzi, correntes... o que, afinal, determina a inconsistência operacional e a ilegalidade desses "scams"? Vamos abordar esse assunto detidamente neste artigo - do ponto de vista psicológico, mercadológico, administrativo, econômico,...

ler mais
Onde mora seu dinheiro?

Onde mora seu dinheiro?

O seu dinheiro pode morar em um lugar, você em outro, suas empresas em outro e assim por diante. Vamos falar sobre isso? Antes, porém, de decidir o melhor lugar para suas finanças, tente responder às seguintes perguntas: 1. Onde você prefere viver?2. Onde você prefere...

ler mais
Share This