Conceito

Da Socioneuralidade à Access Economy


 

Em um mundo onde “abundância” e “miséria” coexistem em assustadora harmonia, você já pensou seriamente sobre como seus conceitos de “riqueza” e “liberdade” afetam sua vida, sua comunidade… ou seu planeta? Bem, nós pensamos (muito) sobre isso! A InFolk dedicou décadas de pesquisa e desenvolvimento nos campos da Filosofia, das Ciências Sociais e Cognitivas, da Economia e da Computação para aperfeiçoar modelos de Análise (e Intervenção) em Cenários Sociais (“S2EBs”) e torná-los capazes de atender aos problemas do Bem-Estar, do Equilíbrio Econômico e do Desenvolvimento Social.

Concluímos, por fim, que não precisamos ter a “propriedade” de tudo o que queremos todo o tempo… apenas precisamos ter nossas necessidades atendidas e nossos desejos satisfeitos quando se fizerem presentes. Isso é “Riqueza”! Tampouco precisamos aprisionar-nos em circunstâncias quaisquer para mantermos tais “propriedades”. Isso é “Liberdade”! Em outras palavras, “Felicidade” é estar onde você quiser, com o que e quem quiser… como e quando quiser! Mas isso já é possível e está ao seu alcance através de uma série de iniciativas pertencentes a uma nova revolução econômica: a “Access Economy 2.0” (ou Economia Neural/de Distribuição Situacional) – junção entre a Access Economy e a Economia (ou Consumo) Colaborativa.

Assim, enquanto a “Access Economy” substitui as relações de compra e venda por alternativas de “acesso” (doação, empréstimo, troca, locação e compartilhamento), em paralelo, a “Economia Colaborativa” converte agentes econômicos em, simultaneamente, produtores e consumidores – amiúde conectados por plataformas tecnológicas inteligentes – promovendo avanços inéditos em disponibilidade (availability), desempenho (performance) e redução de custos (cost).

Ilustrativamente, a Uber, por exemplo, atualmente avaliada em US$68B, define-se como “faster, better and cheaper than taxi” (mais rápido, melhor e mais barato que taxi) – apresentando incrementos qualitativos na disponibilidade (plataforma tecnológica), no desempenho (qualidade dos serviços) e preço -; AirBNB, por sua vez, na casa dos ~US$21B, apresenta, igualmente, inovações em disponibilidade, desempenho e, na maioria das vezes redução significativa de custos.

Contudo – atenção – pertencem à Access Economy 2.0, ainda, empresas como Microsoft e Google que promovem notáveis avanços, combinados, em disponibilidade (e popularização) e desempenho – e.g. os sistemas operacionais Windows e Android, suites de aplicativos e soluções em armazenamento na nuvem – e, consequentemente, redução de preços.

A Access Economy 2.0 faz o mundo um lugar melhor para vivermos!

Pensando assim, como instituição, a InFolk (“Intersticial Folk”) é uma ONG dedicada a difusão, instrução e promoção dessa ideologia – mesmo que administrada por outras entidades (com ou sem fins de lucro) – e, atualmente, no contexto “InFolk for Business” empenhada, especificamente, em incentivar o empreendedorismo no âmbito da Access Economy!

Venha revolucionar conosco… venha empreender!