Bem vindo à Economia do Acesso!

Programas InFolk de Aceleração em Access Economy 2018-2

Aceleração, Consultoria e Capacitação


 

A InFolk, ONG norte-americana dedicada à promoção da Access Economy (incluindo a “Economia Neural”) promove, a partir de 2018, seus programas de aceleração vinculados à Economia do Acesso no Brasil, iniciativas consultivas ou estruturadas (com periodicidade semestral) que objetivam incentivar o desenvolvimento sustentável através do fomento ao empreendedorismo e à adequação à “Era da Criatividade” e à “Economia do Accesso”.

Os programas InFolk buscam transformar ideias, projetos, empresas (em estado embrionário) ou serviços/produtos de empresas de médio e grande porte em iniciativas de impacto social!

Conheça nossas áreas de atuação:

EMPRESA.RIO


Com abordagem simples e amigável, a Plataforma “Empresa.rio.br” representa o primeiro e único “Programa de Micro-Aceleração de Startups” (vinculado, mas não exclusivo, à Economia do Acesso) do Brasil – exclusivo para ideias, projetos e early-stage startups.

INFOLK-X


Para acompanhar o ritmo das startups, as empresas de médio e grande porte precisam também adequar suas estruturas às novas economias: o Programa “InFolk X” atua na criação e gestão ágil de projetos de inovação interna em EA.

S2EBs


“Social Seamless Efficiency Boosters” (ou Sistemas de Potencialização da Eficiência Social) são metodologias e tecnologias em EA destinadas ao incremento quantitativo e qualitativo de comunidades e associações.

ACS


Sua empresa precisa investigar, prever ou programar intervenções sociais (marketing, conflitos, M&A etc.)? Conte com “Análises de Cenários Sociais” InFolk, metodologias (baseadas em Simulações Sociais e Ontologias) de alta precisão.

SPECTRACLE


Que tal inovar na forma de inovar? Da expressão “Spetacular from the (Autistic) Spectrum”, o Think Tank “Spectracle” é um grupo de Aspergers criativos que atuam em Creativity-as-a-Service: naming, branding e whatevering!

KEYNOTE+


Programa InFolk de difusão das Novas Economias (Neural, Sharing e Collaborative) e seus temas subjacentes: Empreendedorismo, ETS (Moedas Alternativas), Análise de Cenários Sociais, Cultura e Filosofia – em palestras, workshops e cursos.

 

Foco e Aderência

 

Você sabia que 6 das 10 maiores startups atuais são vinculadas à Access Economy?
(Uber, Didi Chuxing, AirBNB, SpaceX, WeWork e Lu)

 

Conquanto a InFolk não restrinja a participação de quaisquer das iniciativas inscritas em seus programas, a instituição mantém – e orienta – seu foco de trabalho a IDEIAS, PROJETOS, EMPRESAS e SERVIÇOS/PRODUTOS que contemplem (ou desejem contemplar) fortemente a Access Economy (Economia do Acesso/Neural) em seu core! Para tanto, o empreendimento deve alicerçar-se (ou desejar alicerçar-se), majoritariamente, em (a) tecnologias da informação e comunicação, (b) inteligência artificial, (c) compartilhamento de bens e recursos, (d) novas políticas de comércio e trabalho que se sustentem em avaliações e recomendações de usuários E/OU (e) metodologias inovadoras em meios de troca (moedas alternativos) tendo por resultado um modelo de negócios que inove em pelo menos DUAS das seguintes áreas:

 

  • 1DISPONIBILIDADE: o negócio apresenta acesso inédito a produtos e serviços ou torna esse acesso mais significativamente eficiente, eficaz e efetivo – e.g. através do conexões peer-to-peer, reduz intermediários, burocracia e prazos de atendimento. Ex.: a Wikipedia (artigos enciclopédicos), o WhatsApp (comunicação) e as diversas locadoras de iates e helicópteros.

  • 2DESEMPENHO: o negócio apresenta produção, produto e/ou serviços significativa e perceptivelmente superiores à concorrência – fatores como otimização de recursos, eficiência produtiva, adequação ambiental e qualidade intrínseca são indicadores. Ex.: o sistema inteligente de gestão de rotas e veículos da Uber, que torna o serviço viável (e lucrativo) a preços reduzidos e qualidade superior.

  • 3PREÇO: através de todos os meios, metodologias e tecnologias apresentados, seu negócio reduz custos e despesas, oferece preços finais significativamente inferiores, novas opções de compensação (locação, empréstimo, compartilhamento ou troca) ou remunerações alternativas (como moedas digitais e LETS). Ex.: a Netflix (filme e séries), Spotify (músicas), WeWork (coworking).

 

Participe!

JUNTE-SE À EMPRESA.RIO!


 

Inscreva sua ideia, projeto ou early-stage startup no
“Programa de Micro-Aceleração InFolk”.
Basta preencher o questionário da Plataforma Empresa.rio.br
(30 a 50 perguntas), a InFolk garante os melhores modelos e serviços
para sua empresa com ou sem funding!

 

INSCRIÇÃO

 

A Economia do Acesso


 

Em um mundo onde “abundância” e “miséria” coexistem em assustadora harmonia, você já pensou seriamente sobre como seus conceitos de “riqueza” e “liberdade” afetam sua vida, sua comunidade ou seu planeta? Bem, nós pensamos (muito) sobre isso: a InFolk dedicou décadas de pesquisa e desenvolvimento nos campos da Filosofia, das Ciências Sociais e Cognitivas, da Economia e da Computação para aperfeiçoar modelos de Análise (e Intervenção) em Cenários Sociais (“S2EBs”) e torná-los capazes de atender aos problemas do Bem-Estar, do Equilíbrio Econômico e do Desenvolvimento Social.

Concluímos, por fim, que não precisamos ter a “propriedade” de tudo o que queremos todo o tempo… apenas precisamos ter nossas necessidades atendidas e nossos desejos satisfeitos quando se fizerem presentes – basta que tenhamos “Acesso”. Isso é “Riqueza”! Tampouco precisamos aprisionar-nos em circunstâncias quaisquer para mantermos tais “propriedades”. Isso é “Liberdade”! Em outras palavras, “Felicidade” é estar onde você quiser, com o que e quem quiser… como e quando quiser!

Isso já é possível! E está ao seu alcance no contexto das “novas economias”, iniciativas como a “Economia do Acesso” e a “Economia Neural/On Demand (que inclui a Economia do Compartilhamento e a Economia Colaborativa).

Assim, enquanto a “Access Economy” substitui as relações de compra e venda por alternativas de “acesso” (doação, empréstimo, troca, locação e compartilhamento), em paralelo, a “Economia Colaborativa” e a “Economia do Compartilhamento” convertem agentes econômicos em, respectivamente, produtores e consumidores otimizados – amiúde conectados por plataformas tecnológicas inteligentes P2P – promovendo avanços inéditos em disponibilidade (availability), desempenho (performance) e redução de custos.

Ilustrativamente, a Uber, por exemplo, atualmente avaliada em US$68B, define-se como “faster, better and cheaper than taxi” (mais rápido, melhor e mais barato que taxi) – apresentando incrementos qualitativos na disponibilidade (plataforma tecnológica), no desempenho (qualidade dos serviços) e preço -; AirBNB, por sua vez, na casa dos ~US$21B, apresenta, igualmente, inovações em disponibilidade, desempenho e, na maioria das vezes redução significativa de custos.

Contudo – atenção – pertencem à Access Economy 2.0, ainda, empresas como Microsoft e Google que promovem notáveis avanços, combinados, em disponibilidade (e popularização) e desempenho – e.g. os sistemas operacionais Windows e Android, suites de aplicativos e soluções em armazenamento na nuvem – e, consequentemente, redução de preços.

As novas economias fazem do mundo um lugar melhor para vivermos!

Pensando assim, como instituição, a InFolk (“Intersticial Folk”) é uma ONG dedicada a difusão dessa ideologia – inclusivo quando administrada por outras entidades (com ou sem fins de lucro) – e, atualmente, no contexto “InFolk for Business” empenhada, especificamente, em incentivar o empreendedorismo e a inovação no âmbito da Access Economy!

Venha revolucionar conosco… venha inovar na Economia do Acesso!

Você já foi livre hoje?

Venha fazer parte dessa grande revolução econômica! Traga seu negócio para a “Access Economy” e construa, conosco, um mundo mais livre, igual e fraterno!

A InFolk saúda e valoriza as iniciativas das empresas abaixo – acordes à Access Economy 2.0